Sem categoria

ANO NOVO EM TOKYO?

DICAS DE COMO APROVEITAR A VIRADA NA CAPITAL JAPONESA

Olá queridos/as, Tudo bem?
 

Sempre recebo dúvidas de leitores perguntando sobre dicas de lugares bons na capital japonesa para passar o réveillon. Pessoalmente, acho a virada do ano no Japão bem fraquinha e certamente se pudesse escolher, pegaria o primeiro voo com destino à Copacabana, Rio de Janeiro, ou Austrália. Não temos muitas opções por aqui (minha sincera opinião), e outro fator que atrapalha bastante é o frio.

No meu primeiro réveillon em terras japonesas fui jantar no Hard Rock e depois ver a tradicional queima de fogos no Minato Mirai em Yokohama. Decepcionante … os fogos não duraram nem 2 minutos e o frio era congelante. Resolvi voltar ao Hard Rock que estava mega lotado e super quente. Cansada e frustrada, peguei o último trem, óbvio, lotado de gente bêbada e vomitando. Resultado …. os demais anos, não colocava meu pé para fora de casa kkkk.

Para os japoneses, essa época do ano é reservada às suas tradições como limpar a casa, assistir o primeiro nascer do sol do ano em uma montanha e ir aos templos fazer seus pedidos.

Segue algumas dicas de lugares para receber 2020, lembrando que esse será um ano muito especial visto que teremos as Olimpíadas.

Esqueça os problemas do ano que passou:

Joya no kane é a tradicional cerimônia japonesa que começa na véspera, soando a última badalada à meia noite já no ano novo. Em um templo budista, um monge toca 108 vezes um grande sino, simbolizando, conforme as crenças da religião, os 108 pecados ou desejos mundanos do homem. O tocar do sino afastará os anseios para que possamos entrar purificado no próximo ano.

Essa é uma tradição muito respeitada pelo povo japonês. Na verdade, essa é a contagem regressiva deles. É tão apreciada, que eles transmitem pela televisão a cerimônia para àqueles que não podem comparecer. Eu mesma assisto todos os anos.

Em alguns templos o visitante poderá participar e até tocar o sino. Indico o templo Tsukiji Honganji em Tsukiji, Tokyo, e o Tenryuji em Shinjuku. Chegue cedo porque os bilhetes são entregues através de um sistema de loteria ou por ordem de chegada.

Contagem regressiva no cruzamento mais famoso de Tokyo:

O cruzamento mais famoso e mais louco do mundo não poderia ficar vazio justo na contagem regressiva, não é mesmo? Rodeado de telões e luzes para iluminar e dar boas vindas ao ano que está chegando, certamente é o ponto de encontro mais disputado para ver os últimos minutos de 2019. Não se esqueça do seu casaco e boa diversão.

Passe a virada em uma casa noturna:

Essa dica vai para os mais jovens que querem diversão. Famosas casas noturnas como Shibuya WWW,  Womb  e Ageha realizam luxuosas festas de virada com direito à robôs, contagem regressiva em grande estilo, DJs nacionais e internacionais até o início da manhã de 1º de janeiro. Esses eventos, apesar de terem um preço salgado, são muito disputados e os ingressos costumam acabar rapidamente. Para saber mais sobre como é acesse o link.

Assista ao Kouhaku Utagassen:


Ah .. agora vocês irão rir, pois era o que eu fazia nas minhas noites de virada. No dia 31/12 é quase que unanimidade entre os japoneses assistirem ao Kouhaku Utagassen, um programa de televisão da NHK que começa por volta das 19h15min e vai até a meia noite. É tipo um Show da Virada misturado com um game show. Consiste em uma batalha musical entre o time vermelho (mulheres) e o tipo branco (homens). Os artistas convidados são aqueles consagrados e aqueles que se destacaram no ano que passou. Aparecer no Kouhaku é uma grande honra para os cantores e o clima é de um verdadeiro Oscar.

Visite um templo:

Os japoneses costumam visitar templos nos primeiros dias para agradecer e fazer pedidos pelo ano que se inicia. Muitos, vão até um deles para ouvir as 108 badaladas do sino, permanecem ali para ver o primeiro nascer do sol, assistem à celebrações, fazem suas preces e retornam à suas casas. No primeiro dia, os templos ficam cheios, por isso, se essa for a sua escolha, até mesmo por curiosidade ou para acompanhar de perto a cultura japonesa, tenha paciência.

Alguns santuários e templos iniciam a celebração logo cedo. Algumas barracas vendem pratos típicos da época, como oden, incensos, ema (aquela placa de madeira que o pessoal escreve os pedidos e penduram), omikuji (é um papel que você recebe e poderá ter nele escrito algo de sorte ou infortúnio. Se tirar algo ruim, você amarra o papelzinho para ficar no templo) e omamori (uma espécie de amuleto para o ano novo). Em Tokyo, recomendo visitar o Santuário Meiji,  em Harajuku, o Templo Sensoji, em Asakusa ou o Templo Zojoji próximo da Torre de Tokyo. 

Aprecie o primeiro nascer do sol:

Tradição em terras nipônicas chamado de hatsuhinode consiste em ao primeiro nascer do sol do ano novo. Confesso que acho muito bonito esse gesto, mas nunca o fiz. Todo ano me programava, mas em um perdi a hora porque fui dormir muito tarde, no outro, pensei acordar de madrugada, sair de meus edredons quentinhos para subir uma montanha cercada pessoas durante horas em um frio de 0º graus me desanimou kkkk

Para quem estiver hospedado em Tokyo e não quiser ter tanto trabalho assim, poderá apreciar o sol da Tokyo Skytree ou da Tokyo Tower, mas fique atento, apenas alguns ingressos são vendidos na porta, pois os demais são oferecidos por um sistema de loteria. Quem prefere montanha, como geralmente fazem os japoneses, tem o Monte Takao, próximo de Tokyo. E se você é um amante de praia, Enoshima é uma boa opção, pois lá tem um mirante e templos também.

Passou o ano novo em Tokyo? Me conte nos comentário o que fez de bom!!!

Até mais,

Thais Fioruci

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *