KobeTurismo no JapãoViajando pelo Japão

KOBE – PONTOS TURISTICOS


Olá,
Fiz esse post com os principais pontos turísticos que visitei em Kobe. É uma cidade com muitas opções e infelizmente só morando próximo para conhecer a maioria delas. Muitos parques, museus, atrações, fazendas e shoppings! Queria ter ido à mais lugares, mas o tempo foi curto! Lápis e papel na mão e vamos lá:
Hakutsuru Museu de Sake A fábrica de sake Hakutsuru mantém um museu super interessante! O acervo mostra o processo e história da fabricação de uma das bebidas mais famosas e consumidas no Japão. O ambiente é agradável, espaçoso e bem didático com vários vídeos ao longo da exposição. Panfletos em japonês e inglês ajudam a explicar o processo. Na saída, o visitante encontra uma loja com diversos produtos e também poderá fazer degustação de variados tipos de sakes. Aberto das 9h30min às 16h30min. Entrada gratuita.
Kikumasamune Museu de Sake – O museu também explica o processo de fabricação do sake desde a antiguidade até os dias atuais. Esculturas em tamanho real dos trabalhadores demonstram como era a produção do sake na antiguidade. Panfletos estão disponíveis em nove idiomas, inclusive em português. Há uma loja e degustação de sake. Aberto das 10h às 19h. Fechado às terça-feira. Entrada grátis. 
 
Kitano – Como o porto de Kobe foi aberto ao comércio exterior na segunda metade do século 19, muitos comerciantes estrangeirose diplomatas se instalaram nessa região de Kitano, construindo belas casas e mansões no estilo europeu. Hoje permanecem conservadas e abertas ao público como museus. A maioria cobra uma taxa de admissão que varia entre 550 a 750 ienes. Todo o distrito é bem agradável para passear e oferece uma variedade de cafés, restaurantes e boutiques.
Porto de Kobe – Certamente a vista mais bela da cidade com o destaque para a Kobe Port Tower com 108 metros de altura e com uma vista panorâmica em 360 graus do porto. A área oferece muitos cafés, restaurantes, lojas e outras diversões como roda gigante e passeios de barco. 
Meriken Park – Um parque muito agradável à beira do mar na zona portuária de Kobe. Foi devastado em 1995, mas agora tornou-se um local bastante procurado por moradores, estudantes e turistas. Acredito que além da bela vista o grande destaque do ponto turístico é sem dúvida o memorial para lembrar as vítimas que morreram no porto durante o abalo sísmico. Fotografias, painéis e até um vídeo disponível em vários idiomas mostram como ficou o porto e as demais áreas da cidade após o terremoto e relatam como foi todo o processo de recuperação. Para que as pessoas tenham uma noção do estrago causado, uma pequena seção da orla danificada após o tremor foi deixada tal como ficou. Luminárias tombadas e o concreto quebrado mostra o poder destrutivo de um terremoto. E outro ponto, claro que não poderia faltar, é o monumento aos emigrantes japoneses que deixaram sua terra, embarcando em Kobe, para buscar uma nova vida em outros paises. A frase “De Kobe para o mundo”, está grafada em japonês, espanhol e português.  
Nankinmachi (Kobe Chinatown)Na região central da cidade está a Chinatown de Kobe, centro da comunidade chinesa na região de Kansai. A área foi desenvolvida por comerciantes chineses que se instalarampróximo ao porto em 1868. Muito frequentada por turistas que procuram lojas, restaurantes e barracas de comida chinesas. 
Grande Buda (Daibutsu) – Conhecido como Hyogo Daibutsu, ou o Grande Buda de Hyogo, é um dos três maiores Budas do Japão. Quem acompanha o blogjá deve saber onde ficam as outras duas estátuas? Será que acertaria? Então vai a resposta: uma em Kamakura e a maior delas, em Nara.
Gigantor (Tetsujin 28) – Localizado na área sul da estação JR Shin-Nagata, este monumento com 18 metrosde altura retrata o caráter Tetsujin 28-go” , criado pelo falecido artista de mangá (nascido em Kobe), Mitsuteru Yokoyama
Kanteibyo – Localizado à 5 minutos a pé da Estação Kencho-mae, o Kanteibyo é um templo chinês com uma bela arquitetura! As cores vibrantes certamente chamam a atenção!
Ikuta SantuárioÉ um antigo santuário com mais de 1.800 anos de história. O nome da área de Kobe” é originado a partirda palavra “Kambe” que significa “a casa que protege a divindade de Ikuta”. Ikuta significa “lugar cheio de energia vibrante”. Uma vez que está localizado na parte central, muitas pessoas, bem como atletas, artistas e turistas o visitam todos os anos.
UCC Museu do Café – Certamente não esperava muito desse museu, mas confesso que foi a maior surpresa de Kobe. Fiquei realmente emocionada ao ver os objetos da coleção que tanto fizeram parte da minha infância. O acervo ensina tudo sobre café desde sua história, sua presença em diversos paises, as fazendas pelo mundo e a melhor maneira de prepará-lo. Vale muito a pena visitá-lo. Acredito que tem uma parte para degustação, mas como cheguei poucos minutos antes de fechar, muitos serviços já tinham sido encerrados. 
Claro que tenho muito mais para indicar, mas esse pequeno post viraria um livro. Vi muitos prédios bonitos, uma mesquita, uma igreja católica, algo raro de se ver aqui no Japão e outros monumento religiosos. 
Não se esqueça de me acompanhar no Instagran, onde posto fotos em tempo real e de curtir nossa página no Facebook

Ficou com vontade de conhecer mais um pouquinho de Kobe? Assista nossos vídeos no Youtube.
Espero que tenha gostado!
Obrigada por ler,
Thais Fioruci
Referências:

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *