Olá pessoal,
O inverno se foi, aos poucos as temperaturas começam a subir, já se ouve o canto dos passarinhos e as flores estão brotando. Todos muito ansiosos aguardam o nascimento das famosas sakuras (kanji de sakura), as flores das cerejeiras! Primavera no Japão não seria tão bela se não fossem elas colorindo a paisagem da cidade em um tom rosa claro. Se eu pudesse sugerir uma época para visitar a capital nipônica, certamente seria essa! 
Como de costume, todo ano faço meu hanami em um lugar diferente. Para escolher utilizo a lista do site Japan Guide (deixarei o link) com os melhores lugares para admirar as sakuras. Esse ano decidi conhecer o Chidorigafuchi Koen, próximo do Palácio Imperial, em Tokyo. 

O parque chega a receber mais de 1 milhão de pessoas, sendo o terceiro local mais procurado pelos japoneses nessa época do ano. É um lugar especialmente lindo! O fosso construído no início do Período Edo como parte das obras para a expansão do castelo e represamento do rio, dá um toque especial. As árvores plantadas em sua margem refletem na água, deixando a paisagem propicia à muitas fotos. Se quiser dar um toque mais romântico, pode alugar um dos barcos disponíveis e fazer um passeio pelo rio. Existe também uma trilha de 700 metros de comprimento, coberto com cerca de 260 cerejeiras de espécies diferentes, como Somei-Yoshino e Oshima-Zakura. São tantas que chegam até a formar um lindo túnel! À noite elas ganham uma iluminação especial!   
Aproveitando o passeio, visitei o famoso Yasukuni Shrine. Com mais de mil cerejeiras, também é um bom lugar para registrar as belas sakuras. Em frente ao santuário, estava acontecendo um festival de primavera com barracas de comida típica, brincadeiras e shows. 
Preparamos um video para vocês conhecerem mais de pertinho a beleza das sakuras! Abaixo, uma explicação rápida sobre a cultura do hanami no Japão!
 
O que é Hanami?

Depois que as belas sakuras desabrocham, os japoneses fazem o Hanami (花見 significa literalmente olhar as flores), festival onde as pessoas se reúnem embaixo das árvores, geralmente em grandes parques, para observá-las e admirá-las. Os melhores lugares são muito disputados e tudo acaba em festa. Eles comem, bebem, conversam, e alguns até cantam e dançam. 
As sakuras nascem rapidamente e vão embora na mesma velocidade. Ficam nas árvores somente por alguns dias, e logo que o vento passa, acaba levando-as. É lindo vê-las voando, e ao mesmo tempo, triste, porque só as veremos novamente no próximo ano.  
Existem várias lendas que remetem ao surgimento delas. Uma delas diz que uma princesa, chamada Kono-hana-sakuya-hime ou princesa da árvore de flores abertas, desceu do céu e aterrissou em uma cerejeira no Monte Fuji. 
Outra diz que o significado do desenho da flor de cerejeira nasceu no Bushido, o código dos samurais, que leva esse ícone como emblema. Faz uma analogia à vida dos samurais já que era tão breve quanto a duração dessas flores nos galhos das árvores.
Outra história diz que sua origem deriva do cultivo do arroz. Kura era um depósito onde se guardava arroz, alimento considerado divino, e Sa significa divindade, formando então a palavra sakura.
Antigamente, a sakura era considerada símbolo do amor. Se uma mulher a usasse para se enfeitar ou decorar o quintal da casa, significava que estava em busca de um novo amor. Nas peças do teatro kabuki significava alegria. 
Mas, cuidado. Ao mesmo tempo que essas lindas flores nos remetem à bons momentos, elas também carregam um certo negativismo. Na cultura japonesa, um galho de cerejeira quebrado significa a aproximação da morte. Acredita-se que a sakura é a ligação entre o mundo dos vivos e dos mortos. Dizem ainda que as cerejeiras absorvem a alma dos mortos. Eu hein …
Histórias assombrosas à parte, a única coisa que sei é que realmente as sakuras são deslumbrantes!  

E não esqueça de se inscrever no nosso canal no Youtube, sempre com passeios e lugares famosos do Japão! E curta nossa página do Facebook para conferir novidades de produtinhos e nosso cotidiano na terra dos samurais! Deixarei os links abaixo =)

Beijos
Thais Fioruci
Parque Chidorigafuchi
 
Como chegar: 5 minutes à pé da estação Kudanshita ou estação Hanzomon de metro.
Entrada gratuita
Fonte:


Referências:

8 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *