Okinawa

OKINAWA – SIM, O PARAÍSO EXISTE!


Olá,
Certamente Okinawa é o destino mais cobiçado dentre todos os pontos turísticos do Japão. Há quem diga que é um outro país, muito diferente da terra do sol nascente. Outros, mais saudosistas, dizem que parece o Brasil. Será?
O paraíso existe!
Para quem não conhece, Okinawa (em japonês 沖縄 cujo significado é “corda no mar)” é um conjunto de ilhas no sudoeste do Japão. Ao todo são 161 ilhas que abrangem cerca de 1,000 quilômetros de leste a oeste e 400 quilômetros de norte a sul. Sua capital é Naha e a única maneira de chegar até lá é de avião. O voo dura aproximadamente 3 horas partindo do Aeroporto Internacional de Narita, Tokyo.
Antigamente, Okinawa era um reino independente chamado de Reino de Ryukyu. No início da Era Meiji (1868 à 1912) o reinado foi integrado ao Japão, e em 1879 tornou-se a atual província de Okinawa.
Após o fim da Segunda Guerra Mundial em 1945, Okinawa ficaria sob administração dos Estados Unidos por 27 anos. Durante esse regime, os americanos instalaram diversas bases militares na região.
Em 1972, os E.U.A devolveram as ilhas para a administração japonesa, mas, mesmo assim, o governo americano ainda mantém uma forte presença militar. As bases ocupam 18% da ilha principal e mantém 27.000 soldados da Marinha, Exército e Força Aérea, e seus familiares, cerca de 22.000 pessoas. E até hoje, esse é um dos inúmeros problemas que o governo japonês precisa resolver.
Algumas curiosidades: 

<> Okinawa é a única prefeitura do Japão localizada na zona subtropical. Por isso, tem um clima muito agradável aos turistas durante o ano todo. Os termômetros geralmente ficam acima de 20 ° C, mesmo no rigoroso inverno japonês. As altas temperaturas e as chuvas frequentes mantém as ilhas verdes o ano todo. Os tufões são constantes, principalmente no final do verão e início do outono. Portanto, se vai programar sua viagem, fique atento à isso.  

<> Os nativos utilizavam o “Okinawês” para se comunicarem. Após 1879, o governo estabeleceu o japonês como idioma oficial. Apesar de estar quase extinta, a língua local ainda é falada entre os moradores mais antigos.  

<> A ilha está repleta de canaviais e bananeiras ao longo das ruas! Sim, parece o Brasil minha gente! Ver uma pessoa moendo cana naquela máquina não tem preço. Sem falar que matei minha vontade de comer goiaba! Okinawa é um grande produtor de cana-de-açúcar, abacaxi, banana, batata doce, mamão e outras frutas tropicais. Agora, uma curiosidade, sabem como se diz cana de açúcar em japonês? Fala-se sato kibe (サトウキビ). Imagina, meu marido explicando para o vendedor que queria balas de cana de açúcar. Melhor não né!

<> Se pretende ir à Okinawa, não deixe de provar os produtos típicos da região como o suco de Shikuwasha (muito bom), a cerveja Orion, o famoso Taco Rice (um prato que leva carne moída temperada e arroz), o awamori (um destilado feito de arroz), entre muitos outros. A ilha também é famosa pela prática do karate, sanshin (um instrumento musical), porcelana, tecidos, vidros e a dança Eisa (em japonês エイサー).

Suco de Shikuwasha

Cerveja Orion

Taco Rice

<> Os nativos de Okinawa são conhecidos por sua longevidade. Ali, as pessoas vivem mais tempo do que em qualquer outro lugar do mundo. As possíveis explicações são a alimentação, o estilo de vida calmo e de baixo estresse, as atividades físicas regulares e a espiritualidade dos habitantes. A dieta nutricional tem baixo teor de gordura e sal. Os alimentos mais consumidos são peixes, tofu e algas.  

<> Okinawa tem um estilo arquitetônico diferente das demais regiões do Japão. As casas são feitas de concreto (enquanto que no restante do país são de madeira) com janelas vedadas e telhados cimentados. Tudo isso para suportar os freqüentes tufões que sempre passam pela ilha. Os telhados são normalmente na cor vermelha, inspirados no design chinês.

Uma típica casa de Okinawa

<> Uma outra construção que chama a atenção são os gusukus, uma espécie de castelo ou fortaleza. Apesar da destruição generalizada durante a guerra, ainda existem diversas ruínas espalhadas pela ilha.

<> Os Shisa (em japonês シーサー) são dois leões, símbolos de Okinawa. Estão em todos os lugares: nas ruas, nas praças, nos telhados, nos portões das casas, comércios, entre outros. Acredita-se que eles podem espantar o mal. Há quem diga que o macho está com a boca aberta para espantar os maus espíritos e a fêmea com a boca fechada para manter os bons fluidos.  
 

Lembrancinhas de Okinawa!
Agora que já conhece as principais características de Okinawa, vamos aos posts. Fiquem atentos!

Jaa nee
Thais Fioruci

Referências:


66 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *