CuriosidadesTokyoTradição e cultura

HANAMI – CHEGOU A HORA DE ADMIRAR AS TÃO ESPERADAS SAKURAS

Olá pessoal,
Como já foi comentado em outro post, os japoneses aguardam ansiosamente pelo desabrochar das sakuras (kanji de sakura). Eles as esperam o ano inteiro e não podem perder a oportunidade de admirá-las, uma vez que vão embora rapidamente. Ficam nas árvores somente por alguns dias, e logo que o vento passa, acaba levando-as. Por isso, organizados como são, os japas fazem até uma previsão com as datas em que desabrocharão e o melhor dia para visualizá-las. 
Pronto! As flores já nasceram, então o que os japoneses fazem? Comemoram, é claro. Então, acontece o Hanami (花見 significa literalmente olhar as flores), festival onde as pessoas se reúnem embaixo das árvores, geralmente em grandes parques, para observar e admirar as sakuras. Os melhores lugares são muito disputados e tudo acaba em festa. Eles comem, bebem, conversam, e alguns até cantam e dançam. 
Escolhi o Shinjuku Koen, em Tóquio, para fazer meu próprio hanami. A fila para entrar no parque estava enorme. Muitos japoneses e estrangeiros, todos ansiosos e alegres. Eles carregavam muitas sacolas, abarrotadas de comidas e bebidas para comemorar esse momento. E é claro, muitas câmeras fotografias para registrar as belas flores. Fiquei realmente impressionada com a beleza das sakuras. 
Descobri que existem várias tipos delas. Pra mim, só existia aquelas com a cor esbranquiçada, mas têm também nas cores rosas, brancas, verdes, amarelas. Lindas!
Existem várias lendas que remetem ao surgimento das sakuras. Uma delas diz que uma princesa, chamada Kono-hana-sakuya-hime ou princesa da árvore de flores abertas, desceu do céu e aterrissou em uma cerejeira no Monte Fuji. 
Outra diz que o significado do desenho da flor de cerejeira nasceu no Bushido, o código dos samurais, que leva esse ícone como emblema. Faz uma analogia à vida dos samurais já que era tão breve quanto a duração dessas flores nos galhos das árvores.
Outra história diz que sua origem deriva do cultivo do arroz. Kura era um depósito onde se guardava arroz, alimento considerado divino, e Sa significa divindade, formando então a palavra sakura.
Antigamente, a sakura era considerada símbolo do amor. Se uma mulher a usasse para se enfeitar ou decorar o quintal da casa, significava que estava em busca de um novo amor. Nas peças do teatro kabuki significava alegria. 
Mas, cuidado. Ao mesmo tempo que essas lindas flores nos remetem à bons momentos, elas também carregam um certo negativismo. Na cultura japonesa, um galho de cerejeira quebrado significa a aproximação da morte. Acredita-se que a sakura é a ligação entre o mundo dos vivos e dos mortos. Dizem ainda que as cerejeiras absorvem a alma dos mortos. Eu hein …
  




Histórias assombrosas à parte, a única coisa que sei é que realmente as sakuras são deslumbrantes!  
Agora, curtam um seuper video mostrando como é o tal do Hanami! 
Até mais,
Thais Fioruci

Fontes:
Sakura – A cerejeira japonesa. Disponível em
O significado da flor da cerejeira (Sakura). Disponível em http://e-tudo-de-bom.blogspot.com/2009/07/o-significado-da-flor-da-cerejeira.html

11 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *