TAMAUDUN – O MAUSOLÉU DA FAMILIA REAL


Olá,
outro ponto turístico bastante visitado em Okinawa é o Mausoléu de Tamaudun (em japonês 玉陵), localizado próximo ao Castelo de Shuri. Em uma área de 2.442 m², foi construído em 1501 pelo rei Shō Shin, o terceiro rei da segunda dinastia Shō, para ser o mausoléu da família real do reino de Ryukyu (atual Okinawa). Sofreu grandes danos durante a Batalha de Okinawa, em 1945, e depois saqueado, mas os túmulos ainda permanecem intactos. Grande parte da estrutura foi restaurada e em 2 de dezembro de 2000 designada como Patrimônio Mundial da UNESCO.
Portão de entrada  
 

Portão que guarda as câmaras

O mausoléu é composto por três câmaras fechadas: a da esquerda destinada à reis e rainhas; a da direita para príncipes, princesas e demais membros da família real; e uma central onde armazenavam os corpos recentemente falecidos para realizarem um ritual de limpeza antes de serem sepultados. Dezoito reis estão enterrados no Tamaudun, juntamente com as suas rainhas e crianças. O primeiro a ser enterrado foi o Rei Shō En, para quem o mausoléu foi construído e o último foi o ex-príncipe Sho Ten, filho do último rei do reino de Ryukyu, Shō Tai, que foi enterrado em 26 de setembro de 1920.
Câmara destinada à reis e rainhas
Câmara onde era feita a limpeza dos corpos antes de serem sepultados
Câmara destinada aos príncipes, princesas e demais membros da família real
 
Diferentemente do que estou acostumada a ver, na ilha os túmulos são construídos de concreto em uma estrutura grandiosa. Esse tipo de tumba é tradicional de Okinawa e é chamado de Kamekobaka (em japonês ). É muito comum vê-los em toda a região, a partir da ilha principal até às ilhas do sul.Também estão presentes em Taiwan, Hong Kong e Fujian (China). São construídos imitando o formato de uma tartaruga, símbolo da fertilidade. Segundo a tradição, quando uma pessoa morre, ao ser enterrada ali, estaria retornando ao útero de onde veio. Durante o equinócio de primavera, parentes próximos visitam o túmulo da família, e às vezes, até comem por lá como se estivessem em um piquenique. Curioso né?
Voltando ao Tamaudun, após pagar a taxa de entrada, a atendente orienta a visitar primeiro um pequeno museu com fotos e objetos. A exposição é bem interessante, mas sem tradução em inglês. Como as câmaras são fechadas ao público, aqui, o visitante pode ver algumas fotos do mausoléu antes da guerra, bem como maquetes de como é no interior das tumbas! 
Interior do mausoléu
Do lado de fora dos portões, existe uma casa de madeira típica da região (tem que tirar os sapatos para entrar =)) exibindo várias fotografias antigas e um banheiro bem curioso. 
Banheiro da época. Repare que esse tinha uma “tampa”. Curioso!
Espero que tenha apreciado o post. Abaixo, deixarei um box com as principais informações caso queira visitar o Mausoléu da família real. Na seqüência, o vídeo do Castelo de Shuri (as imagens do Tamaudun estão no finalzinho do vídeo).
どうもありがとうございました 
Obrigada!
Thais Fioruci
INFORMAÇÕES:
HORÁRIO: das 9h às 18h. A entrada termina 30 minutos antes do fechamento.
INGRESSO: ¥ 300 (Desconto de 20% na apresentação do Free Pass do Monorail)
INGLÊS: Mínimo
ACESSO: Via Monorail: Desça na Estação de Shuri e caminhe por 20 minutos. Fica próximo ao Shuri Castle Park.
Carro: Fica a 10 minutos do centro de Naha ou 20 minutos do Aeroporto de Naha. No entanto, a viagem pode levar muito mais tempo durante a hora do rush.
REFERÊNCIAS:

http://www.japan-guide.com/e/e7129.html

http://en.wikipedia.org/wiki/Tamaudun

http://okiryukai.wordpress.com/2012/07/02/okinawa-es-una-gran-familia/

14 comentários em “TAMAUDUN – O MAUSOLÉU DA FAMILIA REAL

  1. Este post foi bem apropriado para o dia de halloween 🙂
    Eu visitei esse local ano passado, mas não me atentei a história.Obrigada por compartilhar essas informações!

  2. Oie!

    É verdade. Esse lugar é um pouco assustador. Você se depara com aquelas portas gigantes e pensa que tem vários corpos falecidos do outro lado. Enfim, um ponto turístico legal para conhecer.

    Obrigada pelo comentário.
    beijos
    Thais Fioruci

  3. Olá!!

    Curioso visitas um mausoléu. Ainda mais da família real.

    E mais curioso ainda foi você falar que algumas pessoas fazem piquenique por aí. Que estranho.

    Eu não usaria esse banhei de jeito nenhum. Demorei um tempo para perder meu medo com banheiros… coisa de criança…

    Ótima dica!! ^^

    Quem sabe um dia eu mesma não vejo isso com meus próprios olhos?

  4. Olá Natália,

    Okinawa faz parte do Japão, mas não parece Japão. A cultura e os costumes, como esse de fazer piquenique, são bem peculiares, diferentes do budismos e xintoismo que estamos acostumados nas demais regiões nipônicas. É bem interessante!

    Obrigada pelo seu comentário!
    Bjokas
    Thais Fioruci

  5. Sempre me sinto mais próximo da cultura japonesa ao ler seus posts!

    Viro e mexe compartilho eles numa página no face, extensão de um blog voltado pra cultura japonesa (coisa de fã pra fã, animes, mangás e afins), que me atrevo a escrever rs,rs…

    Queria sua permissão oficial pra compartilhá-los *_*, se possível…

    Forte abraço

  6. Olá Daril!

    Muito obrigada pelo seu comentário! Ler agradecimentos desse tipo me incentiva a continuar.

    Claro! Permissão concedida! É uma honra pra mim! E me passa o nome da página para eu seguir! Adoro tudo relacionado à cultura japonesa!

    Abraços
    Thais Fioruci

  7. Opa com maior prazer *.*:

    http://anime.com.br/

    facebook.com/AnimeBR

    Andamos naquela fase em que todo mundo ta em época de prova e "levando chibatadas" no trabalho rs,rs… O blog ta meio paradinho por conta disso, mas logo voltamos com força total, e no face tem coisa nova todo dia…

    Não somos lá tão famosos tipo um "Perdida no Japão", mas precisando de algum tipo de divulgação (seja lá do que for), só chamar "nois" estamos a postos rs,rs…

    Forte abraço, Thais

  8. Oie!

    Já curti a página! Sei bem como é essa fase, mas não se preocupe. Eu famosa kkk Quem me dera. O blog começou com um passatempo e foi ganhando cada vez mais proporções. Hoje recebo muitos emails, principalmente de turistas que visitam o Japão e querem dicas. Sorte que meu marido me ajuda com o canal do Youtube.

    Se vcs precisarem de alguma coisa também, estamos aqui.

    Abs
    Thais Fioruci

  9. Okinawa como parte do Japao e' coisa de tempos modernos. Foi um pais a parte e a familia real no caso e' a do reinado de Okinawa e nao japones. Dai a cultura diferente da do naichi (o Japao propriamente dito).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *