CHINATOWN – UM BAIRRO CHINÊS NO CORAÇÃO DE YOKOHAMA

Olá minnasan,

Chinatown (em japonês 横浜中华街, leia-se Yokohama Chinatown) é um bairro localizado no coração de Yokohama com uma grande concentração de chineses. É considerado um dos maiores do Japão, ultrapassando os de Kobe e Nagasaki, da Ásia e até do mundo. Em uma área de 500 metros quadrados, existem mais de 600 restaurantes e 500 comércios!

Em 1859, quando o governo abriu o porto da cidade, muitos chineses chegaram ao Japão. A partir daí, construíram escolas, centros comunitários e comércios, dando início à Chinatown. Em 1923, com o impacto do terremoto de Kanto, que matou aproximadamente 100.000 pessoas e deixou 1,9 milhões de desabrigadas, muitos decidiram voltar à China. Em 1955, o Zenrin-mon, um portal da amizade foi construído e o local foi oficialmente reconhecido, sendo batizado de Yokohama Chukagai ou Yokohama Chinatown.
Os restaurantes são um assunto à parte. Existem de todos os tamanhos, desde os mais caros e sofisticados, até aos mais populares. Bem, eu não sou apreciadora da culinária chinesa e muitas coisas não teria coragem de experimentar. A começar pelas aves que ficam penduradas na entrada de alguns estabelecimentos. Acho que são patos, mas não tenho certeza. O cheiro que fica nos arredores também não é nada agradável. Nas calçadas das ruas estreitas vende-se muito manju, lámen, pastel e uma castanha (inclusive ficam vendedores entregando aos visitantes pequenas amostras para provarem). 
Muitas pessoas vão à Chinatown só para fazer compras. Existem muitos artigos diferentes, tipicamente chineses (só não sei se são de boa qualidade né), como brinquedos, artesanato, sapatos, bibelots e ingredientes típicos.  
Os dez portões do bairro, construídos com base no feng shui são exuberantes. Algumas ruas levam nomes de lugares na China, como a Rua Xangai, Rua Chang Na, Rua Fujian e Rua Suzhou. 
Ali, também está localizado o Kanteibyo, um colorido templo que consagra Guan Yu, um dos maiores guerreiros da China Antiga. Foi construído em 1862, por um residente chinês que trouxe uma escultura desse herói e a colocou em um templo simples. Em 1923, foi destruído pelo terremoto de Kanto e bastante danificado durante o ataque aéreo em 1945. Em 1981, pegou fogo e em 1986, outro incêndio tomou conta do local. Mas, quando um desastre acontecia, a comunidade local sempre se reunia e reconstruía o templo de uma maneira mais magnífica que a outra. 
Os principais festivais realizados em Chinatown são: o Festival de Ano Novo que acontece em janeiro e fevereiro; o Festival Kanteitan, no verão, para comemorar o aniversário de Kan’u (personagem da história antiga chinesa, “Romance dos Três Reinos”) realizada em Julho e o Festival Kokkeisetsu em outubro para comemorar o Dia Nacional da Fundação da China. Outros eventos como a dança do leão ou dragão para celebrar o Ano Novo e um desfile em trajes folclóricos tradicionais também atrai muitos visitantes.
Conheça mais sobre desse pedacinho chinês dentro do Japão!
Até mais,
Thais Fioruci

Fontes:
Yokohama Kanteibyo. Disponível em http://www.chinatownology.com/Yokohama_kanteibyo.html
Yokohama Chinatown. Disponível em http://www.happyjappy.com/yokohama/chinatown.html

 
 

12 comentários em “CHINATOWN – UM BAIRRO CHINÊS NO CORAÇÃO DE YOKOHAMA

  1. Olá Thaís.
    Nossa verdade né aqueles patos
    Pendurados nao sao nada apetitoso,
    e o gosto tbm nao eh nada bom rsrsss.
    Fora aquelas barbatanas de tubarão entao credo rsrss.
    Mas eu gosto de outras comidas chinesas sim.
    Ah vc que gosta de ficar "perdida no japao" kkkkk,
    vc já foi no maior shoping do japao(lake town) ?
    Bjusss

  2. Oie Erika,

    obrigada por ler e comentar! Ali tem muitos pratos estranhos! Aqueles patos entaum … vc já experimentou? Agora essas barbatanas de tubarão eu não vi. Nunca ouvi falar sobre esse Lake Town! Onde fica? Quero conhecer sim! Esse final de semana conheci Kawasaki, tem uns depatos muito bons por lá.

    Beijos
    Thais Fioruci

  3. Ah tá … fica um pouco longe daqui, mas é bom saber! Quem sabe, algum dia, dou um pulinho lá! Adoro depatos, ainda mais nesse tempo chuvoso que anda fazendo aqui em todos os finais de semana!

    Vc é corajosa! Não tenho coragem de comer esse pato!

    Beijos
    Thais Fioruci

  4. A primeira vez que ouvi falar em Yokohama no sentido de símbolo, foi exatamente por causa do Chanatown. Depois, lógico fui descobrindo que Yokohama tem outros atrativos, não é a toa que é a 4a maior metrópole do Japão. Yokohoma é uma cidade única porque entre outros, motivos tem esse bairro chinês, com essa população chinesa ao mesmo tempo tão marginalizada e ao mesmo tempo tão admiradas pelos japoneses. Um pedaço da China está aí, mas também foi um modo de se americanizar, já que mesmo que não admitam o bairro foi inspirado no bairro dos Estados Unidos. Os japoneses residentes em Kanagawa, em especial em grandes cidades da província como Yokohama , na sua maioria tem uma mente mais aberta em relação aos estrangeiros, embora tenha um pequeno mas ruidoso grupo xenófobo .
    Yokohama Chinatown, é sem dúvida, um grande bairro
    Daniel Miyagi
    http://www.danielmiyagi.blogspot.com

  5. Nem imagino como são esses patos pendurados ai. O cabelereiro japonês que conheço foi para ai também e gostou muito, depois ele disse que foi visitar uma ilha abandonada perto dai, que só tem destrosços e só turistas vão visitar. Você conhece?
    Bem legal esse negócio do nome dos portões!!
    Até mais!!

    http://nerdnojapao.blogspot.jp (Vou começar a deixar meu blog nos comentários ;D)

  6. Oi Diego,

    adorei seu último post! Muito bom msm! Bem coisa de chines, patos pendurados! Acho q vc escolhe e dps come, sei lá.

    Ilha abandonada? Nunca ouvi falar! Bom saber …. se eu tiver a oportunidade, irei visitar sim!

    Chinatown é muito excentrica! Se tiver a oportunidade, conheça esse ponto de Yokohama!

    Pode deixar seu blog nos comentário, é bom para dovulgar!

    Beijos
    Thais Fioruci

  7. Sinceramente não fiquei muito animada com este passeio não! Acho que este não seria um dos lugares na minha lista para conhecer, claro que se estivesse passando a aventura valeria a pena…rsrs

  8. Oi Carla!!!

    É um lugar bonito para apreciar, mas não oferece nada demais. Eu não gosto da culinária chinesa e muito menos daqueles trecos q eles vendem. Mas gosto de passear por ali, pq me lembra a 25 de Março kkk

    beijos
    Thais Fioruci

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *