CotidianoCuriosidadesDicasTerremotos

KIT TERREMOTO – COMO MONTAR O SEU!


Olá,
Como vocês me pediram, vou listar os principais itens necessários em um Kit Terremoto. Lembrando que, você pode colocá-los em uma mochila, se achar mais prático, e deixar sempre em um local de fácil acesso próximo à área de saída da sua casa, como por exemplo.
<> ITENS ESSENCIAIS:
– Água potável em garrafas pet;
– Pão seco, bebidas, alimentos enlatados e não perecíveis. Caso tiver bebê, coloque também leite em pó, papinhas conservadas em potes de vidro;
– Lanterna;
– Rádio Portátil;
– Pilhas de reserva;
– Luvas de algodão grosso;
– Capacete;
– Corda;
– Isqueiro;
– Canivete;
– Abridor de latas;
– Caixa de fósforo;
– Velas;
– Sapatos esportivos;
– Meias;
– Lenço descartável (seco e umedecido);
– Tesoura;
– Fita adesiva de tecido;
– Materiais de escrita (caderneta, caneta, lápis);
– Lona de plástico;
– Aquecedor portátil descartável (Kairo);
– Saco de dormir;
– Guarda-chuva, capa de chuva;
– Roupas intimas;
– Roupas;
– Absorventes íntimos;
– Cobertores, toalhas;
– Sacos plásticos;
– Filme plástico para embalagem;
– Papel higiênico;
– Medicamentos para os primeiros socorros (esparadrapo, gase, algodão, bandaid, atadura, anti-séptico, máscara);
– Remédios (algum remédio que tome regularmente, não esqueça da receita médica);
– Telefone celular;
– Vaso sanitário portátil;
– Óculos, lentes de contato, etc;
– Se tiver bebê, leve também fraldas descartáveis, colheres, mamadeiras, brinquedos e a caderneta de acompanhamento maternal.
<> Objetos de Valor
– Dinheiro (inclusive moedas de 10 ienes para telefone público);
– Chave reserva de casa;
– Caderneta bancária;
– Carimbo pessoal (inkan/hanko);
– Documentos pessoais (carteira de registro de estrangeiro, carteira de motorista, passaporte, etc);
– Cartão de seguro saúde;
– Caderneta de pensão;
Ufa! Quanta coisa, não é mesmo? Você deve estar pensando: “Ah tá que em um terremoto vai dar tempo de pegar tudo isso”. Talvez, não. Até porque nem cabe tudo isso em uma mochila! Essa é uma lista indicada pelo governo com todos os itens essenciais, lembrando que, caso aconteça uma tragédia maior, como a de Fukushima, terá que ficar dias, semanas e até meses em abrigos de emergência. Se preferir, também pode deixar apenas os itens básicos como a maioria faz.
Em casa, além daqueles preparativos que expliquei no post anterior, também temos uma lista de materiais que devemos deixar armazenados:
– Alimentos de Emergência: arroz, alimentos não-perecíveis e enlatados como biscoitos, frutas em conserva, chocolates, balas, etc. Aqui em qualquer supermercado ou home center você encontrará uma área exclusiva com essas mercadorias;
Biscoito do Koara enlatado
– Água potável (média de 3 litros por pessoa por dia);
– Fogão à gás portátil;
– Gás para o fogão (daqueles em latas de spray);
Hashi ou talheres descartáveis;
– Copos plásticos;
– Ferramentas (machado, martelo, pá, serrote, pé de cabra, lonas impermeáveis). Isso é para conseguir sair caso sua casa seja destruída;
– Para apagar incêndio em fase inicial: extintor e balde. Deixar a banheira cheia de água.
Existe um telefone onde podemos deixar mensagens gravadas em casos de emergência. Para deixar a mensagem, é só discar 171 + 1 + número do telefone residencial. Para ouvir disque 171 + 2 + número de telefone residencial. Para telefone celular, todas as operadoras de celulares (Softbank, Au/KDDI, Docomo, Willcom e e-Mobile) disponibilizam gratuitamente um aplicativo em inglês (Disaster Message Board) ou japonês (Saigaiyou dengoban). Permite o envio de até 20 mensagens de texto (armazenadas por 10 dias) e 10 mensagens de voz com até 30 segundos de duração. Funciona pelo 3G e wi-fi.
É sempre bom ter vários aplicativos de mensagens como o ICQ, Skype, Viber, Line, WhatsApp em seu celular. No dia do terremoto de 11 de março de 2011, meu marido disse que os celulares não funcionavam, apenas o aplicativo Viber pelo wi-fi.
Aliás, sempre nos meses de março (devido ao terremoto de 2011) e em setembro (Dia de Prevenção de Desastres), as lojas montam estandes especiais para vender os produtos necessários em caso de desastres. 
Itens vendidos em um hyakuen shop para prevenir acidentes em casos de terremotos
Ah … em todas as áreas de refúgio (existe uma a cada quarteirão e geralmente ficam nos kaikans, os centros comunitários do bairro) assim como hospitais e asilos, ficam do lado de fora, esses containers (em japonês 防災 倉庫, fala-se Bousai sooko) que estocam itens para a prevenção de desastres. 
防災 倉庫 (Bousai sooko)
Vivendo aqui há alguns anos, posso dizer que o governo japonês cumpre com seu papel para evitar e tentar amenizar o caos que uma tragédia dessas pode provocar. Utilizam inúmeros métodos para preparar a população (treinamentos, panfletos informativos), informar as pessoas segundos antes de acontecer (avisos em alto falantes nas cidades, aplicativos no celular, na televisão) e ajudar após o acontecimento. Claro que os cidadãos também precisam fazer a parte deles, porque se todos ficarem desesperados e saírem comprando tudo no mercado sem pensar no próximo, nada daria certo. E é esse pensamento em conjunto do povo japonês que faz o país sempre se reerguer após os desastres naturais.  Tiro o chapéu para a organização e persistência dos japoneses!


Espero que tenha gostado!
Abraços
Thais Fioruci

12 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *