KYOTO

Olá pessoal,
Vou dividir com vocês mais aventura que tive na terra do sol nascente. Conheci a cidade mais magnífica e exuberante que já vi em todo a minha vida. Fiquei impressionada ao ver tamanha beleza e grandiosidade. Estou falando de Kyoto, também conhecida como “Velha Capital” e “Cidade dos Samurais”.
Kyoto (京都市) está localizada no centro sul do país e foi fundada no século I, sendo a capital do Japão Imperial até 1943 quando foi substituída por Tóquio. A cidade, uma das mais bem preservadas do país, reúne 1600 templos budistas, 400 locais de culto Xínto, sendo dezessete desses considerados Patrimônio Cultural da Humanidade, além de palácios, jardins e belos lagos.
Durante a Segunda Guerra Mundial, os Estados Unidos planejavam lançar uma bomba atômica sob Kyoto. Acabaram mudando de idéia devido aos belos templos existentes no local. Sabía decisão! Afinal, seria um desperdício imenso para a humanidade destruir um lugar tão lindo.
Muitas pessoas relacionam Kyoto à um certo protocolo que geralmente aprendemos ainda na escola (estou falando do Protocolo de Kyoto) Foi aqui, em 1997, onde aconteceu a conferência que resultou nesse tratado sobre a emissão de gases produtores do efeito de estufa.
Os contrastes de Kyoto me fascinaram. Voltei deslumbrada e com um gostinho de quero mais. A cidade conserva toda a identidade cultural e histórica do Japão até hoje, mas vê gradativamente a vida e as construções tomarem seu espaço. Casas e templos de séculos passados convivem harmoniosamente com edifícios e avenidas movimentadas, mostrando que conseguem sim sobreviver às transformações do mundo moderno.
Após duas horas de viagem, enfim chegamos à estação de Kyoto. Digamos que por ser a porta de entrada para uma cidade datada do século I, sua arquitetura moderna impressiona. O teto é em forma de arco e existem muitas paredes de vidro. Isso é Japão! Um país onde o passado e futuro convivem de mãos dadas!
Saindo dali, pegamos um táxi para nos levar aos pontos turísticos, já que ficavam distantes um dos outros. É extremamente incrível passar por uma avenida movimentada e de repente surge um templo construído em 1603! É fascinante!
O primeiro templo que visitei foi o Kinkaku-ji, também conhecido como pavilhão dourado ou templo de ouro. Desde pequena via essa imagem nos calendários japoneses, sempre brilhando, e jamais pensei que um dia o veria ao vivo e à cores! É ele realmente brilha, muito mais do que no calendário, (risos)! Quando o visitei, o sol refletia sua cor dourada na lagoa Kyokochi, que fica ao redor do pavilhão. Uma imagem indescritível!  Todo o pavilhão, exceto o andar térreo, está coberto de folha de ouro puro. No telhado existe uma fénix chinesa dourada.
O segundo local a ser visitado foi o Nijo Castle, construído em 1603 como residência dos Tokugawa Ieyasu, primeiro shogun  (uma espécie de um general da força militar japonesa), do Período Edo (1603-1867). Após 1867, foi utilizado como um palácio imperial. Exemplo de arquitetura da era feudal no Japão, o castelo foi designado património mundial da UNESCO em 1994. O palácio é composto por vários edifícios separados que são conectados entre si por corredores com piso especial, que range quando alguém está andando, uma medida de segurança contra intrusos. Todo o complexo é rodeado por uma extensão de lagos e por muros de pedras altíssimos. Realmente o shogun se preocupava com a segurança e sobrevivência.
Como são muitas fotos fiz uma apresentação rápida. E na sequência um video, porque esse lugar merece!!!!
E para os amantes de arquitetura, segue um video sobre a moderna estação de Kyoto.
Pena que não tive tempo de ver todos os templos, mas ainda vou voltar lá!!! Vocês verão … estou apaixonada por aquele lugar.
どうもありがとうございます
Thais Fioruci
Fonte:

5 comentários em “KYOTO

  1. Olá, estava lendo seu blog após ser mandado aqui pelo @hirodots em seu canal do youtube "aquipode".

    Adorei seu blog, muito legal mesmo xD

    Mas li algo neste post que me intrigou, quando estudei sobre as guerras mundiais e principalmente o fato atômico, li em alguns lugares que a mudança de opção do lugar a ser bombardeado se deveu ao mal tempo. Naquele dia muitos lugares do pais estavam sobre forte chuva,e como os equipamentos de localização das aeronaves ainda não eram evoluídos o suficiente para acertar o alvo sobre aquelas condições eles decidiram mudar.

    Obrigado

  2. Oiiii!!! Obrigada por acessar e ler meu blog! Estou fazendo o possível para colocar coisas interessantes nele! Como sou nova por aki, posto minhas impressões e aventuras nesse pais tão fascinante e intrigante!

    Pesquisei essa informação na internet. Na vdd, nem sabia q Kyoto era um dos alvos da bomba atômica rs. Mas, muito interessante essa sua observação. Também fiquei intrigada e agora vou pesquisar mais a fundo. Assim, reintero no blog, para nao repassar informações errôneas.

    Muito obrigada e continue lendo meus posts XD

    Beijos

    Thais Fioruci

  3. Olha, vou te dar um dica. Se for pra Kyoto de novo, aproveite e vá pra Nara. Irá ver o Todaiji, Horyu-ji, estátuas ENORMES do Buda e de guardiões. Vale a pena!

  4. Oi Anônimo!

    Obrigada por ler e acompanhar meu blog. isso é muito gratificante pra mim! Quero muito visitar Nara, mas estava só de passagem por Kyoto. na vdd, fiquei meio dia somente e nem consegui visitar todos os templos. mas, com certeza, voltarei à essa cidade linda, e visitarei Nara! Não saio do JP sem antes dar uma passadinha por essas duas cidades.

    Muita obrigada pela dica!

    Beijos
    Thais Fioruci

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *