CuriosidadesDatas comemorativasTradição e cultura

TANABATA MATSURI – FAÇA SEU PEDIDO ÀS ESTRELAS!

O Tababata Matsuri (em japonês se escreve assim 七夕祭) é um dos maiores festivais do Japão. Originado há quase 2 mil anos na Corte Imperial, acontece na sétima noite do sétimo mês do ano. Também é conhecido como Festival das Estrelas e tornou-se feriado nacional em 1603.
Essa comemoração nasceu de uma antiga lenda. Vamos conhecê-la?
Próximo da Via-Láctea, morava uma linda princesa chamada Orihime (織姫) conhecida como Princesa Tecelã. Ela passava seus dias tecendo belas roupas, mas vivia entristecida por não ter tempo para se apaixonar.
Certo dia, ao perceber a tristeza de Orihime, o seu pai, o imperador Tenkou [天工] o Senhor Celestial, resolveu apresentar-lhe um jovem e belo rapaz chamado Hikoboshi [彦星], o Pastor de Gado. Os dois jovens se apaixonaram imediatamente. A partir desse instante, eles só se dedicavam ao romance, esquecendo dos seus afazeres e obrigações.
O Senhor Celestial ficou furioso com a irresponsabilidade e falta de comprometimento do jovem casal. Então, decidiu separá-los, obrigando-os a morar em lados opostos da Via-Láctea.
Orihime ficou muito triste com a separação. Vendo tal sofrimento, seu pai permitiu que o casal se encontrasse, somente uma vez por ano, no sétimo dia do sétimo mês do ano, mas sob uma condição: ambos deveriam atender todos os pedidos vindos da Terra.
Então, nesta data, um barqueiro conduz Orihime ao encontro do seu amado Hikoboshi. Porém, caso a princesa não tiver cumprido suas tarefas, o Senhor Celestial faz com que chova, inundando o rio e impedindo que o barqueiro a busque. Mas, quando isso acontece, os Kasasagi (um grupo de aves) formam uma ponte de pássaros sobre a Via Láctea, ajudando a cruzar o rio.
Na mitologia japonesa, este casal é representado por duas estrelas situadas em lados opostos da galáxia: Vega (Orihime) e Altair (Kengyu). Curiosamente, elas só são vistas juntas uma vez por ano. 
Nessa época, as ruas e lojas ficam enfeitadas com bambus, kusudamas (enfeites em forma de bola), fukinagashis (fitas que são colocadas embaixo dos kusudamas, representando as fitas que Orihime tecia) e lanternas.
Outro costume é escrever seu desejo em tiras de papel, chamados de tanzaku (em japonês 短冊) e pendurá-los em um bambu na esperança de se tornarem realidade. Os tanzakuspossuem diversas cores e cada qual para uma finalidade, como o vermelho para amor. No final do Tanabata, os tanzakus são queimados para que a fumaça chegue até Orihime. Como ela só poderá encontrar seu amado no próximo ano, ela trabalhará arduamente para atender esses pedidos.
O Tanabata celebra a melhoria da sabedoria e a capacidade das pessoas. Geralmente, os japoneses pedem por aumento de desempenho no trabalho ou nos estudos, sonhos e esperanças para o futuro. Alguns também pedem para que Orihimeaprimore suas habilidades e trabalhe duro para que possa encontra-se com Hikoboshi.


Até mais
Thais Fioruci




Referência:
Tanabata Matsuri. Disponível em http://andrekhorie.wordpress.com/2009/07/07/tanabata-matsuri/


10 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *